Ícone de terapia presencial

Atendimento Presencial

O atendimento presencial é aquele que acontece cara a cara, no meu consultório. Esse é o tipo de acompanhamento ao qual as pessoas estão mais acostumadas. Nesse momento eu resido em Salvador, então é aqui que está o meu consultório, aonde faço meus atendimentos. Por ser presencial não existe um número máximo de sessões pré-determinado, o que permite trabalhar demandas mais complexas e seus desdobramentos. Assim, é possível trabalhar com mais questões e ter mais objetivos, visto que o período de atendimentos é ilimitado.

Uma outra questão é que presencialmente eu posso atender crianças, que é o meu público mais querido e que me inspirou a criar esse projeto. Então, presencialmente atendo todas as idades, mas mantenho um foco no atendimento a crianças e adolescentes. Em ambos os casos é realizada, primeiramente, uma entrevista com os pais ou responsáveis, para entender o histórico de desenvolvimento da criança e os motivos que os levaram a buscar a terapia. Essa entrevista com os pais é muito importante pois existem dados relevantes que as crianças muitas vezes não têm conhecimento.

Atendimento Presencial

Como funciona?

Após a entrevista com os pais são agendadas as consultas com a criança, que têm duração de 50 minutos e acontecem semanalmente. Para trabalhar com crianças utilizo brincadeiras, jogos e desenhos. Isso porquê a maneira mais genuína de a criança se expressar é através do brincar. Então, brincando com ela, posso perceber e avaliar seu desenvolvimento, suas questões e ajudá-la a encontrar suas próprias formas de lidar com as situações. Na minha perspectiva de trabalho não uso de interpretações e inferências. Tudo é construído com o cliente, buscando seu próprios significados e quando necessário os desconstruindo e reconstruindo.

Os atendimento infantis também demandam uma visita à escola, visto que é um ambiente aonde a criança passa boa parte do seu tempo e que está diretamente ligado ao seu desenvolvimento. Essas visitas são combinadas previamente com os pais e professores e geram um relatório que será entregue para ambos.

E quais são os motivos que mais levam os pais a procurar terapia pros filhos? Dificuldades de aprendizagem, problemas de relacionamento, separação dos pais, problemas de comportamento, bullying, orientação profissional, dentre outros.

Envie uma mensagem